O Discurso da Vergonha, da Revolta, do Repúdio, e do Brio Humano.

O que você faz com seu filho? O que você faz com você? O que você faz com os outros?

Alguns discursos em muitos blogs e sites de céticos e afins têm a gentileza de hospital, com o cuidado dos que viram as décadas de 90 e 2000 serem atacadas pela ‘nova’ cruzada que destroçou todo o campo psicológico da Sociedade. Quando nós, movidos por consciência em 60, 70, e 80, estávamos em várias transformações civis, num período crítico de transição da evolução civil (no Planeta); fomos malandramente ‘ferrados’ por um ardil estúpido, violento, virulento, que solapou nossa vontade civil e nos amordaçou apáticos como cordeirinhos de tosquia. Mas os tempos são hoje outros, e o tempo urge, e a Natureza reclama implacavelmente; para atinarmos pros ares dos ventos e não ficarmos só acessando blogs nos distraindo e tirando sarro com uma desgraça que enforcou nossa Sociedade de vez. Estão nos bitolando num formato esquisito dum disfarçado nazismo-teocrático que insufla dissensão, açula ódio racial, ‘justifica’ a pilhagem civil pelas crenças, camuflando a crescente miséria, enquanto os líderes divino-políticos impõem uma submissão de garrote nas gentes, e repassam descaradamente entre si as castas e os feudos, fomentando mêdo e vigia insuportável sobre vida pessoal, família, empresas, clubes, imprensa, entretenimento, etc.

Que olhos olham nossas contas nos bancos? Marcam nossos horários nos condomínios, abrem e extraviam nossas correspondências? Julgam escondidos os estudos nossos e de nossos filhos? Com que intentos nos ‘protegem’? Somos tão estúpidos que precisam indicar filmes com bulas como remédios? As tantas ‘proteções’ não vêem o que está ali na cara de todos? Quais mesmos os que queriam que vigiássemos tanto os nossos filhos? E que os vizinhos tanto nos vigiassem? Tantos olhos e travas e ferros e correntes; tantas câmeras e os crimes crescem, crescem.  O que se fêz do discurso de Severn Suzuki? Por quê mataram Senna? E Michael, Lennon, Lee, Tim, Russo, Cazuza, …?   É isso que merecem os que fazem evoluir a espécie humana?

Se você é conivente com isso, e acha que tais informações não servem pra consideração de seus filhos, de seus amigos, tenho a oportunidade de lhe dizer: Você não tem brio humano.

Então podemos, se quisermos, ter coragem pra perguntar: O quê que aquele montão de elementos fica fazendo lá dentro daquele monturo chamado de vaticano? Acham mesmo que esses elementos ficam "rezando", todos ‘bonzinhos’ o dia inteiro? O que fazem ali dentro? Hoje ainda esses fomentadores de desgraças insuflam desgraçados a invadirem casas com cruzes e tochas de fogo. Então, nós temos que ir lá também, e arreganhar aquela presepada toda e fazer darem conta do porquê daquilo, desse troço, dessa aberração social, com regalias insanas na Sociedade. Vamos cobrar o valor e o brio civil dos seres humanos torturados, assassinados, estuprados, e massacrados, por eles.  E vamos ver outro negócio aqui: E essa dinheirama que esses opulentos pastores comem dum mundo de pessoas covardemente enganadas, pra onde vai? Quais são os que a repartem, e em que miolos escondidos eles se aconluinham? Quanto sangue eles requerem de nós? Quanto de nós eles roubam?

Porque a Natureza está mostrando aí em tudo que não temos condições para nos suster frente ao que nós mesmos fomos levados a fazer com o clima (com o Ambiente), por tirarem de nós sistematicamente a educação prestada pela Ciência, os recursos que teríamos pela Tecnologia.

A situação é essa: A Física não está como deveria estar. A Sociologia idem. A Arte, a Engenharia, a Arquitetura, …, dão sinais de atraso e incapacidade de assimilar até os conceitos mais pueris, num esgotamento e impropriedades alarmantes. Vemos cidades empinadas por mentira midiática em favor do Turismo, mas nelas as pessoas vêem coqueiros morrerem reclamando um cadinho de vida, e gente esmulambada pedindo, pedindo, e dormindo no frio gelado, enquanto um montão de enganados senta a bunda em bancos ‘divinos’ pra ouvir canalhices, putarias, difamação, e pouca vergonha camuflada de oratória ‘salvadora’, cheia de ‘caridade’, e ‘moral’, e ‘respeito’, e ‘ética’, e pouca vergonha na desgraçada da fuça.

Sabemos, estamos de olhos arregalados de constatar, que esse modo aí que estamos vendo revirar as nuvens quando armam-se em tempestades, que não é o modo que a Natureza se comporta. Estamos vendo, estamos tomando por dentro da cara, e não arredamos pé um pouquinho pra repensar nossa deslavada condição civil. É por aqui, o que temos pra dizer acerca de nós.

Nos enfiam caricaturas e aberrações de (nossos) representantes pela nossa goela, para nos manter sob um tutelamento insano, num estado letárgico, como bichos morrendo ensopados numa lábia de formol,

Perante o porte de uma Civilização como a nossa, só dementes usurpadores acham que vamos continuar arriados como bandos de escravos idiotas. Não sabem o que fazer, não estão sabendo o que fazer, e vão nos levar à derrocada civil, como completos irresponsáveis.

Somos seres humanos e temos que ver nossas contas acerca de nós mesmos. Quando aqueles pais ganharam aquela causa da palhaçada do criacionismo dentro das escolas, nos EUA, em 1987, e quando o Pensador Haddammann, rapaz ainda, em 1985, no Brasil, foi ‘observado’ por pulhas mandantes da vida das pessoas, quando começou a apresentar a Lógica Espacial (nas escolas e Universidades), afim de assegurar a transição da evolução de um modo que não fosse pelas vias do embate bélico, para que estudantes se preparassem para um momento de atenção para o que colheríamos pelo que estávamos renitentemente fazendo com nossa mentalidade e com nosso Planeta, desde então a gente chegou NISSO que está aí.

Para terem idéia notem frases que eu colocava contente nas minhas exposições, e pelas quais os CANALHAS intentaram, premeditaram desgraçar-me … (mas eles vão pagar … Desgraçados) …

"Toda época tem um ponto de tensão. Um ponto vital de transição da evolução. E nesse ponto, um conjunto de fatores concorrem para determinar o avanço da humanidade. O avanço social, tecnológico, e científico. Dentre esses fatores estão os conceitos. A preponderância dos conceitos sobre os outros fatores está em que eles fazem evoluir a mentalidade do Ser Sapiens sapiens faber-psi. Eles vêm na Arte, na Moda, na Engenharia, na forma do Direito. E nos livros que competentemente os representam, veiculam, os discutem, e os ensinam". Assim foi indicada a Reflexão, e o que fizeram?

"Ao ver a Lógica Espacial em ação vemos que a puntual-energia é como o homem (ou como a mulher); que ora é pai(mãe), ora é filho(a), é irmão(ã), é amigo(a), etc. A femina-parceira não se dirige a ele como filho, nem a filha a vê como filho ou irmã. Ele(a) é em todas as ocasiões um homem (ela, uma mulher), mas tem(têm) funções diferentes, e respostas diferentes, conforme a circunstância em que está (estão) identificado(s)". Quando foi traçada a base conceitual dessa realidade, e colocado os postulados do par-energia ante Físicos, para constituirmos melhor nosso Conhecimento e nossa consonância com a Natureza, o que nos deram não foi a educação, foi o pavor.

Esses ‘caras’ têm que aprender que certos homens não têm preço; e não importa que tenham nove ou quarenta anos, eles não curvam e nunca curvarão a cabeça, pois têm investido em si o brio de nossa Civilização.

Numa estrutura se o ponto que suporta pressão arrebenta, toda estrutura acaba (hoje o indivíduo humano é o ponto). O ponto tem que ser mais importante que a pressão. O ser humano tem de ser mais importante que a pressão do Sistema Social.

Sobre mim, para o caso de sermos surpreendidos(?) por quaisquer fenômenos com a felicidade de haver sobreviventes de nossa espécie, nenhum vai dizer: "aquele foi um covarde em sua geração", nem um babacão que se deixou usar e submeter por um Sistema Falido.

Haddammann Veron Sinn-Klyss

21:08 25/5/2010

Anúncios

Sobre Sinn-Klyss

Precursor da Lógica Espacial - Autor e Instrutor da Cenografia-Show Passos da Natureza-Brasil. Autor do livro O ESPAÇO e a `Procedência do Movimento (sumido - tomado covarde e canalhamente por criminosos donos de religiões) - Autor do e-book Número-Primo--Arte & Natureza (Pela Simplicidade da Matémática). Pensador que conquistou para a espécie humana o Postulado do Par-Carga; a Ejeção de um hífen-energia (por conseguinte: O que é a Eletricidade); e que apresentou a explicação do que é a Gravidade demonstrando o fenômeno de Tolerância (a Influência neutra no teor dos pares-energia).
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s