Púlpitos e Palanques de fomento à Desgraça Civil.

Quando em inúmeras confirmações de reclamações de estudantes de que as
bibliotecas (muitas caindo aos pedaços) se tornavam mais e mais
atulhadas de imagens e símbolos de crenças e acintosamente lugares de
discussões religiosas, enquanto nos passos públicos ricos mo(n)struários
de vendas de livros religiosos e fantasmagóricos se proliferavam,
agravando com salas de aulas onde literaturas insidiosamente ‘divinas’
eram obrigadas a teste de provas, e livros de esclarecimento social
eram forçadamente reprimidos; ao deparar com o absurdo andar de tudo
isso ainda constatamos um paralelo grotesco bem agora na Imprensa e na
ainda mais ou menos livre Internet:
O que importa também muito é o ambiente de nossas cabeças; e ele está péssimo: Então, talvez possamos ter coragem(?) ou alguma disposição livre para refletir por nós mesmos:

De
cara a cara com notícias acompanhadas de vídeo como "Homem ensinava
crianças a matar e a roubar" vemos nossa ‘educação’ no espelho;
estarrecidamente vemos que parece com(ou é igualzinho a) o vídeo da
menina pastora louca ou aula da nazi-teo-pulhítica do Canalha-Mor que
tá em Brasília.
Confiram: “dicirreba a cabeça dele, tú passá pu cima
da cabeça dele” (No caso o ‘inimigo’ é quem não é ‘fiel’ de entregar a
‘vida’(?) e o dinheiro pras arssembréias desse tal de inferno).
Confiram:
“Instruções” nas ruas dos currais do nazi-socialismo-divino dadas pelos
acoluinhados e seus mandantes: “Tem que tocá o Foda-se”; “Tem qui chegá
ni nós se não morre na praia”; “Si nóis não abençuá num anda”; “Tem que
sê mercenáriu” (Pérola dum lugar que um dia foi exemplo da metalurgia);
“Temu que vigiá por detrás da fréista da curtina, quem passa na rua e
entra na casa do vizinho” (lição das ratazanas infurnadas nas assoc. de
moradores a serviço dos ‘do bem’).
Confiram: “Internet é coisa do
cão”; “Tem que vigiá os pedófilu”; “Tem que controlá” (Estão
confundindo a Sociedade com o antro dos padres e pastores; estão tão
afundados na mentira que pensam que ninguém vê como estão conduzindo a
garotada pra disfarçar os currais dos elementos fichados de podridão).
Numa
Sociedade em que exploram desgraças como a dum vôo de avião e a perda
para fazerem marketing de religião; a ‘moral’ e o ‘respeito’ são armas
do esperto contra otários; e só nos resta (a quem ainda pensa que
presta como ser humano) o escrúpulo pessoal e a dignidade individual.

Pensem
que nós como indivíduos tão grotescamente manipulados andamos a  imaginar
que temos(?) consciência para pensar em direito de voto; quando já
impuseram por mídia e pesquisas(?) que nossa vontade é 80% pela manutenção da
mentira e do roubo e da canalhice: ou seja; dane-se os outros, se eu
estiver me dando "bem". Então, vamos rir, vamos nos esbaldar, e invejar o ficar à toa como o deitão-fantoche-nababo-mor que colocaram lá dizendo que nosso(?) voto o colocou, porque todas essas desgraças
aí são poucas, e desgraça pouca é bobagem.
Em São Conrado um ameaço de tufão andou se configurando meio sinistramente, e agora na Barra um ameaço mais sinistro se formou aparte o esbalde de todos nas inoportunas alegrias que inventam pra nos apetecer e nos distrair de nossos enganos.
Seria conveniente começar a pensar em algo já escrito sobre Frequências Termo-Cromáticas; mas como de crença e fantasia isso não tem nada, então nenhum estímulo social se presta a dar atenção a isso; e como ainda não podem deturpar completamente o que significa o que já postei sobre o assunto, vão contando com a preguiça psicológica e com o bitolamento social e o pouco caso com o que de fato vale se importar.
Que tenhamos sorte, tenho impressão que vamos precisar.

Anúncios

Sobre Sinn-Klyss

Precursor da Lógica Espacial - Autor e Instrutor da Cenografia-Show Passos da Natureza-Brasil. Autor do livro O ESPAÇO e a `Procedência do Movimento (sumido - tomado covarde e canalhamente por criminosos donos de religiões) - Autor do e-book Número-Primo--Arte & Natureza (Pela Simplicidade da Matémática). Pensador que conquistou para a espécie humana o Postulado do Par-Carga; a Ejeção de um hífen-energia (por conseguinte: O que é a Eletricidade); e que apresentou a explicação do que é a Gravidade demonstrando o fenômeno de Tolerância (a Influência neutra no teor dos pares-energia).
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s