O Momento da Consciência Civil do Homo Sapiens sapiens faber Psi

O que faz cidadãos clamarem por
solução e tranformação (de maneira drástica, contundente,
comovente) ?


A assoberbação do demérito nos
cargos representantes da legalidade, da ordem, etc; a usurpação
nos favorecimentos indevidos, e o esvaimento da perspectiva do
exercício da competência (que é direito inalienável ao viver
civil, consequência do altruísmo da liberdade); tudo isso compele o
povo à revolta contra a submissão, contra as farsas de escravidão
disfarçada.

Caso estivéssemos agora evoluindo para
um Capitalismo Meritocrático por sequente rumo da Democracia, os
regimes poderiam ser presidencialista, parlamentarista, monarquista,
anarquista, tanto faria. Mas um estorvo psicológico arremeteu
contra os povos depauperando seus governos, impondo e tentando
encurvar em formato subserviente personas que nunca se submeterão a
engodos incompatíveis com suas consciências; a saber: o estorvo dos
mandos e embustes dos asseclamentos e amancomunamentos religiosos.

Estamos no século XXI; fachos de
claridade romperam a aurora de um milênio promissor para a
mentalidade da espécie humana; mas o que nós vimos se alastrando
sobre várias nações? O alastro de descambo na roupagem da
ganância de vagabundos que não têm como justificar o que são como
utilidade social, os mandantes inúteis dos ritos estapafúrdios; os
assassinos da educação; os fabricadores de hipocrisia e mentira:
os donos de igrejas e religiões.

Temos, desde 1985, postulados de
comportamento civil para propiciar um alto padrão de bem-estar
socio-pessoal; mas o que se tem feito?

O autor, ou prospectador, desses
conceitos tem estado às voltas com o duro comprometimento de não
deixar que sejam manipulados por maquiavélicos representantes de
mascaradas teo-ditaduras; mais ainda:

DECLARAÇÃO DE REPÚDIO:

É com máximo esforço que como
persona consciente, civil, e como ser sapiens sapiens faber psi,
venho protegendo a produção dos estudos nomeados de Lógica
Espacial. Trata-se de um aporte (uma conquista) de alto valor
psicológico-epistemológico como desenvolvedor de reflexão; útil a
praticamente todas as áreas do Conhecimento. Todavia, vejo-me em um
contexto social extremamente difícil; pelo que produzo incorrer em
perspectivas de experimentação (projetos de alto risco) e
iniciativas de acentuada relevância para o bem-estar social; que
dariam à governos farsantes e déspotas, como o vigente no Brasil,
um cacife ainda mais opressor, mascarando pra nós um tutelamento
ainda mais massivo; santificando regalias ainda mais insuportáveis
dos nababos e espúrios vigaristas inescrupulosos. Por quê? Porque
daria aos infames um poderio científico-tecnológico que não cabe
nas mãos de usurpadores; daria a medíocres “representantes”
sei-lá-do-que um acervo conceitual que suas parvoíces não comporta
o direito.

[Vide a tentativa de arrastamento de
mandato; o delírio do prorrogamento de mordomias; vide a cogitação
da candidatura do palhOrca (a máfia tem apelidos sugestivos que dão
o mote de como veneram os intentos nocivos de seus mentores) –
estão brincando com o Brasil. Vide o acinte soberbo de assegurar a
perpetuidade da insana ufanação religiosa, impetrando nos países o
tormento, o desassossego civil (assassinatos estapafúdios de garotos
e garotas provocando imenso pavor social), o aviltamento das
organizações, e a posse descabida, salafrária, do dinheiro público
e do cidadão simples (por injunção de “deveres divinos”), a
apropriação indébita da produção civil, cultural, etc].

Preciso divulgar um bem útil; mas na
forma como é pra ser os pulhas não querem. Então,
desvencilhando-me dos entraves, sobrevivo sem usufruir do que
disponho; e aí, perseguindo(massacrando a vida pessoal e social
minha e de amigos ou qualquer um que se disponha a aporximar-se das
iniciativas que eles querem tomar à força), espionando, catando
fiapos no que comunico, os canalhas usurpam o que deveria estar
mostrado proveitosamente para toda a gama de conexões construtivas
na Sociedade; e vejo transcorrer os dias com canalhas a se
esbaldarem, plagiarem, e torcerem o que foi tão arduamente
prospectado e produzido. O processo que usam é vil, dissimulado, e
batido; dá certo porque escoram-se entre si, cooptam pessoas com
sofismas às vezes difíceis de serem percebidos, “trabalham” os
sentimentos e anseios, seja de uma comunidade, de um povo, ou de uma
só pessoa, e fazem-nos uns aos outros, principalmente as pessoas de
boa índole, a tropicarem feitos tontos sem que mesmo o mais avisado
se dê conta de quando emaranham-nos como vítimas de seus aremêdos
de verdades, falcatruas, e pantomimas.

Que os conscientes para questionarem,
e posicionarem a estatura da nossa espécie, se prontifiquem para
determinar ações que justifiquem nosso prumo sobre o solo da Terra.

Haddammann Veron Sinn-Klyss

5 de janeiro de 2009 – RJ/Brasil

Anúncios

Sobre Sinn-Klyss

Precursor da Lógica Espacial - Autor e Instrutor da Cenografia-Show Passos da Natureza-Brasil. Autor do livro O ESPAÇO e a `Procedência do Movimento (sumido - tomado covarde e canalhamente por criminosos donos de religiões) - Autor do e-book Número-Primo--Arte & Natureza (Pela Simplicidade da Matémática). Pensador que conquistou para a espécie humana o Postulado do Par-Carga; a Ejeção de um hífen-energia (por conseguinte: O que é a Eletricidade); e que apresentou a explicação do que é a Gravidade demonstrando o fenômeno de Tolerância (a Influência neutra no teor dos pares-energia).
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s