Não Mais … Não mais … Temos que Ver … É o custo que terá nossa sorte.

Estamos brincando … perto do chicotinho-queimado (mas nossos informadores falseiam onde estamos tateando) … poucos de nós percebem com consciência que "alguns" estudos são a matéria-prima da manipulação midiática (pela imposição de uma medíocre "esperteza", ou autoridade ditatorial sobre a mídia), e vêm com uma abalização esquisita como a que agora podremente atesta isso que chamam de criacionismo. Sabemos muito bem que as favelas multiplicaram-se enormemente, e espremeram os bairros mais favorecidos. E, de um modo maquinado por pulhíticos, pessoas meio-melhoradas foram praticamente tolhidas em  sua liberdade, um tolhimento dela foi o direito de usufruir de uns quatro filhos que podiam e podem manter; mas por MÊDO, se abstiveram desse prazer. Em contrapartida, das sequelas crescentes da miséria prontamente verificável do nosso lado, agarrada a nós (e à nossa empáfia de mais bem informados, mas engolindo pedregulhos com arame farpado e rindo muitas vezes sem saber do quê), vemos a degeneração civil, física e psíquica, da nossa nação (nossos garotos e garotas, de reprimidos que estão não vêem que chegamos a ponto de cinemas oferecerem promoção para se beijarem;  estando sendo instigados a posarem de domadinhos — vigiados pelas próprias famílias tuteladas instigadas por qualquer motivo a chamarem-nos de rebeldes — ou posarem de bonitinhos-babás de cachorros; em cidades e bairros insuportavelmente empestiados de excrementos pulverizados e vaporizados). Assim, constatamos que não há desenvolvimento (sustentável) algum. Há sim, um aumento de consumo desenfreado, sem norteamento sociológico; porque este foi estranhamente podado em sua serventia (como a Psicologia).  Quem conhece Mente & cérebro de Lauren Slater? Sendo estritamente sabido que os sociólogos foram "moldados" no início da década de 80; quando iniciou-se a nova cruzada do teo-nazismo da nova ordem.  E, como esses, também outros cientistas, especialmente os físicos, estão sob sanções deprimentes; o que está nos levando a descambar sofrivelmente ao molde da decadente nação americana (que nem ao menos lidar com a prosperidade de alimentos soube, antes envaideceu-se e fanatizou-se de tal modo que declinou visivelmente sua educação (e nós os arremedamos); decaindo ainda mais num terrível intento de dominação, que a desvairou tresloucadamente a não sentir o cheiro do cometimento do crime de um desastroso genocídio, que está sendo agora declarado em falseada e confessa irresponsabilidade (para que os esquisóides fantoches postos pra nós como grandiosos e salvadores arremêdos de  líderes se livrem dum tribunal internacional; e todas as nações implicadas tenham de ser responsabilizadas ou ressarscidas. 
Portanto, meus caros, a mais desgraçada raça é a dos covardes e de seus cupinchas traidores …
O Cacique Seatlle vislumbrou terríveis desarrolos de  acontecimentos pautado nos ecos de onde vinha sua ancestral civilização, e Kennedy mirava a grandeza de sua Nação se ela ancorasse seu futuro em uma simplicidade natural à sabedoria, e não se deixasse envaidecer pela sugestão de superioridade humilhadora (mas sem apresentar resultados que abonassem sua prepotência), com excusos aviltamentos de direitos por acordos e conluios secretos.  Também no Brasil houve heróis autênticos da política, da História não-oficial, dos simples aos eméritos; mulheres e homens e jovens e infantes. E em todas as nações, o brio da espécie humana descortinou sempre nossa pujança civil, para que a Sociedade não fosse só mais que tão somente útil e compensadora para alguns, e que os mais favorecidos não depauperassem o direito inalienável da privacidade, escrúpulo, e direito ao Bem-Estar Integral.
Então, pergunto a todos que não se curvaram ao direito de não serem desonestos, e que sentem em si o direito altaneiro de exercer sua/uma função competentemente compensada pela equanimidade do mérito (o que é, de fato, a autêntica Meritocracia; não o engôdo, no plágio do vocábulo, para favorecer cabides de asseclados e afeitos à subserviência e covardia): Não vêem como estão "formatando" fantoches como arremêdo de estadistas, que vão engendrando aos pouquinhos, trançando, com espúria mídia um coacervado de escravidão mista, impondo uma extrema nazi-teo-ditadora pulhítica?  Pondo-nos num acomodamento esquisito, onde muitos, ludibriados, ficam como parvos abortos, num delírio de grandeza e falsa recompensa, comendo em bandejões a míseras moedas, como estivessem num esquisito campo de concentração. É a tentativa de aguilhoar de vez multidões em sacos de desgraçada  e iludida pobreza, e tornar a Sociedade definitivamente num vasto feudo fechado, separado por castas interesseiras, dependentes, entregues à intriga entre si, adoçados por com uma "ética" de uma "transparência" de uma só via e nenhuma visibilidade à incautos reclamantes.
É a trama de uma horda de facínoras entorpecidos em alçapões podres pelos séculos, reescorados por conluios, e mascarados à força de terrorismo contra as instituições da Justiça, da Comunicação, da presteza dos Exércitos, da Educação, da Ciência, da Política Autêntica, e as de Bem-estar Sócio-Pessoal.  É a pulhítica-religiosa tentando continuar sua fútil e insustentável desfaçatez; disfarçando-se para nós, e tirando-nos todo o sossêgo nas ruas e em nossas casas, para manter sua inutilidade para com o atual estágio da espécie humana. Temos de criar o Partido da Evolução; porque na Grécia, na Alemanha, na Itália, em Portugal, no Brasil, na Estônia, etc; estão subvertendo e degenerando deslavadamente os garotos e as garotas que empreenderiam os valores e a criatividade para avanço da Civilização.
Anúncios

Sobre Sinn-Klyss

Precursor da Lógica Espacial - Autor e Instrutor da Cenografia-Show Passos da Natureza-Brasil. Autor do livro O ESPAÇO e a `Procedência do Movimento (sumido - tomado covarde e canalhamente por criminosos donos de religiões) - Autor do e-book Número-Primo--Arte & Natureza (Pela Simplicidade da Matémática). Pensador que conquistou para a espécie humana o Postulado do Par-Carga; a Ejeção de um hífen-energia (por conseguinte: O que é a Eletricidade); e que apresentou a explicação do que é a Gravidade demonstrando o fenômeno de Tolerância (a Influência neutra no teor dos pares-energia).
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s